+55 11 3030 1833 | +55 19 3307 3096 contato@jmlcontabil.com.br

Está aberta a temporada de entrega da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2020, ano-base 2019.

Até o dia 30 de junho, cerca de 32 milhões de contribuintes deverão acertar as contas com o Fisco.
As restituições serão pagas em cinco lotes, e não mais em sete, como foi até o ano passado. O primeiro já será liberado em 29 de maio.

O contribuinte pode transmitir a declaração, gravar cópia de segurança, retificar e imprimir dentro do próprio programa. Quem tem certificado digital, pode acessar o Meu Imposto de Renda, no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC).

O contribuinte não poderá mais deduzir o valor da contribuição patronal paga à Previdência Social pelo empregador doméstico. É obrigatório, a partir deste ano, incluir o CNPJ das instituições financeiras onde o contribuinte mantém conta corrente e onde tiver aplicações financeiras, principalmente em renda variável, como Bolsas de Valores.

O contribuinte terá ainda que informar se os bens e direitos pertencem ao titular da declaração ou aos seus dependentes.
O contribuinte deverá manter os comprovantes de todos os rendimentos obtidos ao longo do ano passado. Isso inclui informe de rendimento das fontes pagadoras (empresas, governo, pessoas físicas etc.). Também é preciso guardar comprovantes de rendimentos de aplicações financeiras em bancos e corretoras.

Comprovantes de despesas próprias ou de dependentes com médicos, hospitais e clínicas; com planos de saúde, dentistas e psicólogos. Também com gastos para instrução própria e de dependentes.

Quem paga pensão alimentícia, homologada pela Justiça, também deve manter os comprovantes de pagamento feitos ao beneficiário.
É obrigatório guardar por cinco anos todos os documentos referentes à declaração para quaisquer consultas ou esclarecimentos.

Acompanhem nossa mídias sociais:

https://web.facebook.com/jmlcontabil/

https://www.instagram.com/